terça-feira, 20 de junho de 2017

EFEITO WERTHER OS LIVROS QUE MATAM

Fala Galera...A Psicologia Moderna Diagnostica Algumas Obras Literárias,Como Gatilhos Mentais Para o Suicídio. Livros Polêmicos Como: As Vantagens de Ser Invisível de  Stephen Chbosky de 2007, O Demônio do Meio dia de Andrew Solomon de 2000, As Virgens Suicidas de Jeffrey Eugenides de 1993, e A Redoma de Vidro de Sylvia Plath de 1963. Foram Muito Debatidos Por Psicólogos Juvenis, Por Causarem o Efeito Werther Nos Jovens Nessa Era Digital. O Destruidor Efeito Werther voltou a ser debatido pela Mídia. O Chamado Efeito Werther é definido como um suicídio copiado, a emulação de outro suicídio que a pessoa que está tentando se suicidar tem ciência, devido à tradição e conhecimentos locais ou a representações do suicídio original em diferentes meios de comunicação, como televisão, livros e a internet. Efeito Werther refere-se a um pico emulações de suicídios depois de um suicídio amplamente divulgado. O nome se deve ao romance Os Sofrimentos do Jovem Werther do alemão Johann Wolfgang von Goethe. Na ausência de fatores de proteção, o suicídio Popular serve como um gatilho para o próximo suicídio por uma pessoa suscetível ou sugestionável. Isto é referenciado como suicídio por contágio. Eles ocasionalmente se espalham por uma escola, comunidade ou quando uma celebridade está envolvida nacionalmente. Isto é chamado de suicídio em cluster. 
Suicídios em cluster são causados por aprendizagem social de comportamentos relacionados a suicídios, ou "suicídios copiados". Clusters pontuais são suicídios em série no espaço e no tempo, e tem sido ligados diretamente a socialização de indivíduos próximos. Clusters de massa são suicídios em cluster no tempo, mas não no espaço, têm sido ligados as informações de suicídios de celebridades através da mídia. Livro Os Sofrimentos do Jovem Werther de Goethe: Uma das associações mais antigas conhecidas entre mídia e suicídio surgiu do romance alemão Die Leiden des jungen Werthers - Os Sofrimentos do Jovem Werther de Goethe. Logo após a sua publicação em 1774, jovens começaram a imitar o personagem principal vestindo calças amarelas e jaquetas azuis. No romance, Werther atira em si próprio com uma pistola depois da rejeição da mulher que ele amava, e logo após sua publicação começaram a existir relatos de jovens rapazes usando o mesmo método para se suicidarem em um ato de semelhante desesperança. Isto resultou no banimento do livro em diversos lugares, como Leipzig e Copenhague. Em Milão, o Arcebispo ordenou a compra de todos os exemplares e os queimou em praça pública. Daí o termo "Efeito Werther", usado na literatura técnica para designar uma onda de suicídios copiados. O termo foi cunhado pelo pesquisador David Phillips em 1974, dois séculos depois do romance de Goethe ser publicado. Relatórios em 1985 e 1989 de Phillips e seus colegas descobriram que suicídios e outros acidentes parecem crescer depois de um suicídio bem publicado.
O Apanhador no campo de centeio de J. D. Salinger: Depois de alguns suicídios adolescentes, em que os jovens liam ou já tinham lido The Catcher in the Rye - O Apanhador no campo de centeio De 1951 Surgiu uma Lenda Urbana Americana que o livro fazia as pessoas com tendências Depressivas Se Matarem ou Matarem depois de Telo o Lido. O Bizarro assassino de John Lennon por Mark David Chapman,é um símbolo disso. Pois Mark David Chapman carregava esse livro consigo no dia em que cometeu o crime. Segundo testemunho do próprio Chapman, estava lendo o Apanhador no Campo de Centeio minutos antes de tentar o suicídio, e da obra teria tirado inspiração para matar John. Outro fato curioso é que o atirador que tentou matar Ronald Reagan, em 30 de abril de 1981, afirmou a mesma coisa, ou seja, que teria tirado do livro a inspiração para matar o presidente Reagan, e também o assassino de Rebecca Schaeffer, Roberto John Bardo, carregava consigo o livro quando a matou. No filme “Teoria da Conspiração” Mel Gibson faz o papel de um motorista de táxi psicótico, que acha que todos estão contra ele; . Ele tem uma compulsão, a de comprar diariamente um mesmo livro, O Apanhador no Campo de Centeio; em sua casa existem milhares de exemplares dessa obra, e por conta de uma dessas compras ele é descoberto por seus inimigos e quase acaba morto. O escritor do livro J.D. Salinger praticamente desapareceu de cena em pleno Sucesso,Ele está recluso desde 1953, quando o sucesso mundial de O Apanhador no Campo de Centeio (1950) o levou para o exílio numa casa no alto de uma colina, em Cornish, no Estado de New Hampshire.
Enfim Galera...O Livro Os Treze Porquês - Thirteen Reasons Why: a Moderna Obra do escritor Jay Asher publicado em 2007, veêm causando Polemicas entre Psicólogos por Romantizar o Suicido. Em Os Treze Porquês, o jovem Clay Jensen, um rapaz que ao voltar um dia da escola, encontra na porta de sua casa um misterioso pacote com seu nome. Dentro, ele descobre várias fitas cassetes. O garoto ouve as gravações e se dá conta de que elas foram feitas por Hannah Baker, uma garota que cometeu suicídio duas semanas atrás. Nas fitas, Hannah explica que existem treze motivos que a levaram à decisão de se matar. Clay é um desses motivos. Agora ele precisa ouvir tudo até o fim para descobrir como contribuiu para esse trágico acontecimento. E Devido ao sucesso, Já a casos registrados de suicídios Baseados Na Obra de Jay Asher. o Efeito Werther é real e pode ser devastador para jovens de mente fraca,algumas pessoas só esperam ter um motivo para se matarem,e essas obras funcionam como um gatilho para ela finalmente realizarem. É preciso lembrar que essa obras são apenas ficção não retratam o que realmente aconteceria no  mundo real.Vlw Galera Ate.
Postar um comentário